Modo EDL: o que é e quando usar

Muitos tutoriais disponíveis na internet atualmente dizem algo a respeito do EDL, mas nem todos se aprofundam muito no assunto. Através deste artigo, iremos desmistificar o EDL, demonstrar suas aplicações e a sua necessidade de uso. Vamos lá?

O que é o EDL?

EDL é a sigla para Emergency DownLoad, ou seja, download emergencial. Através deste protocolo é possível conectar-se ao seu smartphone utilizando portas de diagnóstico no SoC para reescrever todas as informações do hardware novamente em sua memória não-volátil. A maioria dos smartphones e tablets que utilizam um SoC Qualcomm atualmente possui suporte a este modo.

Qual a finalidade do EDL?

Como o próprio nome diz, através do Modo EDL você consegue efetuar o download emergencial de um novo firmware em seu telefone, em caso de algum problema grave. Alternativamente, este é um método utilizado por usuários de telefones Xiaomi para fazer a instalação de ROMs oficiais em telefones recém adquiridos e que possam estar com uma Shop ROM, ou apenas para efetuar a troca de tier de sua ROM, de Global para China, ou vice-versa em telefones que ainda estejam com o bootloader bloqueado.

O Modo EDL é seguro?

Embora todo o processo envolvendo o EDL seja simples, requer alguns cuidados. Por isso, o recomendado é que se utilize o EDL apenas em casos extremos, onde todas as outras alternativas falharem.


Lista de compatibilidade – Modo EDL – Qualcomm

Abaixo está a lista com os dispositivos Xiaomi mais populares no Brasil e todos os métodos de acesso ao modo EDL existentes até o momento para eles.

screenshot-from-2016-11-28-15-05-44

Como funciona cada tipo de entrada no modo EDL:

  • Botões de volume: segurar os botões Volume + e Volume -, e simultaneamente conectando o telefone desligado ao PC para a detecção;
  • Testpoints: curto-circuito de dois pontos de contato na própria placa-mãe do dispositivo;
  • Cabo emergencial: também conhecido como Deep Flash cable ou Emergency Flash cable, é um cabo especial que permite o acesso ao modo EDL sem a necessidade de se utilizar os botões de volume ou os testpoints. Nem todos os dispositivos oferecem suporte a este cabo;
  • Bandeja SIM: em alguns dispositivos o acesso ao modo EDL é feito utilizando uma bandeja especial que é inserida no slot do cartão SIM, habilitando assim o modo EDL.

Além dos métodos listados, é possível acessar o modo EDL utilizando o comando do fastboot fastboot oem edl. O comando, porém, só está habilitado em telefones que possuam uma versão antiga do MIUI instalada. Versões mais recentes do sistema operacional já não permitem a execução deste comando sem que o bootloader esteja desbloqueado

Instalando drivers para o modo EDL

O método recomendado para a instalação dos drivers para o modo EDL é instalando as ferramentas oficiais da Xiaomi. Para o flash do dispositivo no EDL, recomendamos o uso da última versão do Mi Flash Beta, que pode ser baixada neste tópico do fórum oficial. Ao instalar o software, os drivers necessários para o modo Fastboot e o modo EDL serão automaticamente instalados em seu sistema. É recomendado que a imposição de assinatura de drivers esteja desativada em seu computador para que a detecção do seu telefone e a instalação dos drivers seja feita da forma correta. Você pode saber mais sobre como efetuar a desativação da imposição de drivers clicando aqui.


Lista de testpoints para o modo EDL

Caso o método empregado para acesso ao modo EDL seja através de testpoints, confira abaixo onde encontrá-los nos smartphones mais populares da Xiaomi. Lembre-se: todo cuidado é pouco aqui, pois o curto em um pino diferente pode danificar componentes de seu telefone ou até mesmo inutilizá-lo completamente.

Redmi2:
pngbase6439aaeab4f65b4e69

Redmi 3:
12-7

Mi 4C:
mi4c

Mi 4S:
mi4s

Redmi Note 3 Pro (créditos da imagem para @GRMacedon):
rn3p

(este post está sendo atualizado)

SHOP ROM

  • INTRODUÇÃO

Sempre que importamos um smartphone da Xiaomi, por exemplo, não temos certeza quanto a procedência do sistema que vem nele, só notamos que não é oficial e nem confiável quando experimentamos os bugs, as traduções problemáticas e etc. Logo vem a seguinte pergunta: O que é uma Shop Rom e para que serve? Shop Rom nada mais é do que uma rom usada pelas lojas importadoras, modificada com a intenção de incluir tradução, assim possibilitando a venda do produto para mais lugares. Ela é modificada por fontes não confiáveis, isto é, qualquer pessoa com algum conhecimento básico e suficiente para acrescentar uma tradução, por isso, se houver algo malicioso em execução, tu não serás notificado, sem esquecer que é comum essas roms virem com problemas como a incompatibilidade com serviços Google e bugs inconvenientes, além da falta de atualização.

OBSERVAÇÃO 1: Sempre que for importar um smartphone, tenha o cuidado de consultar a comunidade para perguntar sobre a possibilidade do sistema oficial (ou não-oficial de confiança) existir em português, lojistas que vendem com Shop Rom vão responder somente pela tradução incluída. 

OBSERVAÇÃO 2: Para a loja chegar no seu objetivo, ela usará as traduções que a comunidade oferece, então no aplicativo Updater/Atualizações provavelmente tu verás menções sobre xiaomi.eu ou miuirom.com, não significa obrigatoriamente que seja da xiaomi.eu ou nossa, a tradução oferecida é que foi usada e não a rom em si. Veja um exemplo deste ao lado.

  • IDENTIFICAÇÃO

Obviamente, não é nem um pouco seguro usar uma rom dessas no seu smartphone pessoal, daqui surge um outra pergunta: Então, será que dá para identificar se é uma Shop Rom no meu smartphone antes de começar a usá-lo? Dá. Em primeiro lugar, vá até Configurações > Sobre o telefone e olhe a parte “Versão do MIUI“, vá no site oficial e compare com as versões existentes (selecione “older versions” caso seja necessário).

As seguintes diferenças e condições estarão presentes em uma Shop Rom:

  1. MIUI Brasil não oferece versão Estável, pois se baseia na Beta Chinesa, logo, se verificares algo como esta imagem acima, a rom não é nossa.
  2. Muitas vezes podem vir com uma sequência como (LHOCNDG), ter partes em português e se considerar MIUI Global.  CN é China, não há como ter português  – a não ser que haja um aplicativo tradutor – e muito menos ser Global.
    Exemplo: Shop Rom se identifica na versão como MIUI Global 8.0 | Estável 8.0.1.0 (LHOCNDG), sendo que a global só pode ser representada com o MI no lugar do CN, isto é, MIUI Global 8.0 | Estável 8.0.1.0 (LHOMIDG) seria o correto.
  3. Perceberás que há um número a mais na versão dela.
    Exemplo: A rom estável oficial é 8.0.1.0 e a versão da Shop é 8.0.1.0.0, veja a imagem abaixo.ex2
  4. O Updater/Atualizações pode estar escrito “MIUI Brasil” porém na aba versão do MIUI está escrito “MIUI Global” ou similar.
    Exemplo: Uma Shop Rom, estará escrito MIUI Global 8.0 | Estável na Versão do MIUI porém apresenta informação de algum fansite no aplicativo de atualizações. Veja a imagem abaixo para um exemplo de MIUI Brasil autêntica.
    exe1
  • ORIENTAÇÃO

Uma vez identificada a Shop Rom, você deve estar se perguntando: Como diabos eu me livro disso? Bem, a resposta para isso é simples, primeiro tu deves checar se o bootloader está bloqueado lendo esta postagem: 

 

E seja feliz! Esta postagem te ajudou?

GENTE, SAIU a rom MIUI BRASIL! Mas… como instalar?


É ISSO AÍ GENTE, CHEGOU MIUI BRASIL PRA VOCÊS!
Vocês devem ter dúvidas quanto a instalação. Então trouxe aqui um tutorial para orientar vocês, vamos lá?

Primeiramente vamos começar com dúvidas frequentes para que se tenha melhor esclarecimento e ninguém se perca, certinho?

  • Quero testar! Dá para instalar com o bootloader bloqueado?
    Resposta: A rom precisa de uma Custom Recovery, logo, a primeira coisa a se fazer é desbloquear o bootloader, siga este processo aqui!
  • Vi que é um .zip, não é só colocar no Mi Recovery ou no aplicativo de atualização como update?
    Resposta: Não é garantida a instalação pelo Mi Recovery/Aplicativo por ela não ser oficial, portanto, recomendamos a instalação através de uma Custom Recovery (CWM, TWRP ou similares).
  • A rom é segura? Qual o propósito dela?
    Resposta: A rom é não-oficial, é por sua própria conta e risco. Ela tem como base a rom Beta Chinesa do MIUI, traduzida e personalizada para o nosso jeitinho brasileiro de ser!
  • Qual a diferença da Xiaomi.eu para MIUI Brasil?
    Resposta: A rom da Xiaomi.eu foi feita visando acesso global. A nossa foi feita visando todos os brasileiros especificamente, que adoram o MIUI e querem testar as features no estágio da base chinesa sem precisar recorrer para o inglês (e sem passar por altos problemas retirando aplicativos desnecessários que não funcionam aqui). “Bora” testar?

OBSERVAÇÃO 1: Caso seja a primeira instalação, FAÇA BACKUP NUM COMPUTADOR ou similar, por garantia. Nas próximas não é necessário mas é o recomendado para que a instalação seja sempre limpa.

OBSERVAÇÃO 2: Caso você vá fazer uma instalação limpa da ROM, FAÇA O RESET (WIPE DATA) antes de instalá-la, porque existe o risco de apagar arquivos necessários para que o MIUI funcione corretamente.

OBSERVAÇÃO 3: Nunca é demais lembrar: Tenha sempre o backup de seus dados salvo em um lugar seguro e fora de seu telefone para possíveis imprevistos. A MIUI Brasil não se responsabiliza pela instalação das ROMs em nenhum aparelho 🙂

Agora vamos para o processo de instalação?

  1. Precisamos colocar uma Custom Recovery para que possamos instalar a rom MIUI Brasil no smartphone, certo? Aqui tem um tutorial no fórum, super tranquilo para ambos sistemas, GNU/Linux e Windows.img_20160930_170743_hdr
  2. Coloque o .zip da rom MIUI Brasil que você baixou na memória interna ou na externa, tanto faz.
  3. Uma vez com a Custom Recovery e escolhida a linguagem padrão para usá-la, toque em “Install/Instalar” e procure pelo .zip da rom, o TWRP procura pelo armazenamento interno de primeira, caso tenhas colocado no cartão SD, toque em  “Select Storage/Selecionar Armazenamento” e escolha “Micro SDCard”.yrfvbggh
  4. Toque no .zip da rom e Deslize para confirmar Flash. Paciência, ele ficará carregando e não irá mostrar todo o processo em si mas quando terminar ele avisará. Ao terminar, você verá algo como isto:img_20160930_193815_hht
  5. Haverá dois botões: Limpar o Cache/Dalvik e Reiniciar ao sistema. NÃO LIMPE o Cache/Dalvik pois isto apagará arquivos essenciais para a rom, apenas toque em “Reiniciar ao sistema”.
  6. Espere carregar, pode demorar um pouco.
    ÚLTIMA OBSERVAÇÃO: NÃO DESLIGUE O APARELHO! Se em até 40 minutos ele não entrar no sistema, CONTATE IMEDIATAMENTE A EQUIPE PELA FANPAGE.
  7. PRONTINHO! Rom bonitona instalada e preparada para ser aproveitada!

Tenho permissão para desbloquear o bootloader, mas trava em 50%! Shop Rom?

Visto que a Xiaomi pausou as vendas aqui no Brasil, muitas pessoas começaram a arriscar na importação, para ter acesso as melhores tecnologias com o melhor custo x benefício. Porém a empresa modificou o sistema de boot recentemente, bloqueando o bootloader por questões de segurança. Dessa forma, caso se queira mudar de rom e o smartphone estiver bloqueado, deve-se pedir permissão para desbloqueá-lo e efetuá-lo no programa MI unlock, mas ainda tem aqueles smartphones que vem bloqueado com uma Shop Rom – é basicamente uma rom MIUI fake – ao tentar desbloquear com ela, o Mi Unlock trava em 50% e exibe um erro como este:

041655dgp5nwtllzehgg87

Não esquecer que a conta que tem permissão para desbloquear é a que deverá estar no smartphone. (Print Screen do programa Mi Unlock)

Logo, o jeito era colocar uma rom beta chinesa** como pacote de atualização de acordo com o escrito nesta postagem no fórum oficial, porém ela só funciona se o aparelho estiver em uma rom oficial, Beta/Estável Global ou Estável Chinesa, por isso se estiver com uma Shop Rom, acusará um erro no .zip dizendo que o pacote não pôde ser verificado, como na imagem abaixo:

**Caso seu aparelho seja o Redmi Note 3 Qualcomm ou Mi 5, ele desbloqueará direto com a global estável sem precisar de uma beta chinesa.

Captura de tela de 2016-08-14 16-15-44

Tradução: Não pôde verificar atualização. Não pôde verificar pacote de atualização.

Para corrigir isso, apesar da informação de que flashear sem desbloquear qualquer rom pode brickar ou causar danos no aparelho, (ESTA SOLUÇÃO FOI TESTADA NO REDMI 3 PRO, FAÇA POR SUA PRÓPRIA CONTA E RISCO) terás que baixar o Mi Flash e o arquivo de flash da Beta Chinesa para o seu modelo aqui (caso uses GNU/Linux, usar este processo aqui ao invés do Mi Flash) e flashear em cima da Shop Rom mesmo com o aparelho bloqueado. Eu resetei após este processo para evitar qualquer conflito, até porque com bootloader bloqueado, ele não desloga tua conta e nem nada, só muda o sistema, no Redmi 3 Pro demorou um pouco, aproximadamente 15-20 minutos, tanto para reiniciar como para resetar, então não se assuste se no seu demorar também. Após isso, é só repetir o passo-a-passo com o Mi Unlock, tudo ocorrerá bem e poderás flashear uma rom global estável ou uma Custom Rom!

Duvido alguém não querer dar essa bela dor de cabeça para o ladrão, além de manter seus dados a salvo, é claro.
Então, só pra lembrar, recomenda-se bloquear novamente o bootloader!

Espero que esta postagem seja útil, qualquer dúvida comentem aí ou chamem pelo inbox da fanpage 😉

Flashear pelo terminal de uma distro GNU/Linux? É possível SIM!

Oi galera!

Faz um bom tempo que as pessoas vêm me perguntando como faz para flashear uma rom pelo terminal de uma distro GNU/Linux, bem, aqui está um tutorial sobre! Primeiramente, peço que ignorem o nome do meu computador! HAHAH

  1. Vá até o arquivo da rom para fastboot de sua escolha (é um arquivo .tgz), e lance este comando para descompactar:
    sudo tar -xvzf nome_do_seu_arquivo.tgz
    OBS 1: Caso não esteja em .tgz, renomeie com este comando: sudo mv nomedoarquivo.tar nomedoarquivo.tgz
    OBS 2: Pode demorar um pouquinho, espere terminar.
    Captura de tela de 2016-06-15 21-28-27
  2. Após descompactar, entre na pasta nova com o seguinte comando: cd nome_da_pasta_nova
    OBS: Os arquivos nessa pasta são do flash – para o GNU/Linux usamos os .sh de shell script – caso eles não estejam executáveis como os da foto abaixo,  use este comando:  sudo chmod +x flash_da_sua_escolha.sh
     flash_all.sh  = flashear tudo
    flash_all_except_storage.sh = flashear tudo, exceto o cartão de memória / memória externa.
    flash_all_except_data_storage.sh = flashear tudo exceto os dados do usuário e o cartão de memória / memória externa.
    Captura de tela de 2016-06-15 21-33-45
  3. Agora precisamos instalar as ferramentas de Android necessárias, ADB (Android Debug Bridge) e o Fastboot:
    Debian e Ubuntu: sudo apt-get install android-tools-adb android-tools-fastboot
    Arch Linux:  sudo pacman -S android-tools
    Fedora:  sudo dnf install android-tools
  4. Desligue seu aparelho e depois pressione o botão de volume (-) junto com o power, irá aparecer esta imagem:
    odskfsdopkfspfsd
  5. Conecte o aparelho com Fastboot ativado no computador pelo USB e mande este comando:  sudo fastboot devices
    OBS:  Não precisa de mais nada para reconhecer, é só ver ele citar assim como na foto, é o seu aparelho.
    Captura de tela de 2016-06-15 22-22-33
  6. Escolha um dos flashes mencionados na parte 2 e lance isto: sudo sh flash_da_sua_escolha.sh
    OBS 1:  Vá fazer um café e  comer pipoca, vai demorar um pouco.
    OBS 2: Ele irá fazer como nesta foto:
    Captura de tela de 2016-06-15 22-26-08
  7. Ao terminar, seu smartphone irá reiniciar sozinho e esse processo de iniciar após Fastboot demora um pouco, enquanto isso, aprecie seu café. Quando aparecer essa mensagem da imagem abaixo no terminal, podes desconectar seu aparelho tranquilamente.Captura de tela de 2016-06-15 22-33-15
  8. Aproveite seu smartphone!

Nem um pouco difícil, não é?
Se tiverem dúvidas, só comentar!

[Tutorial rápido] Verificando o status do bootloader

O bootloader nos Mi devices ainda é um assunto muito debatido entre seus usuários: meu dispositivo é bloqueado? Não é bloqueado? Como eu verifico?

Pensando nisso, a Equipe MIUI Brasil desenvolveu este passo-a-passo para que você verifique com exatidão o status do seu bootloader 😉

Lembre-se: atualmente, apenas os telefones Redmi 3, Redmi Note 3, Redmi Note 3 Pro, Mi 4C, Mi 5 e Mi Note Pro possuem o bloqueio!

Faça o download do Minimal adb & fastboot para o seu computador, clicando aqui, e instale-o.

Faça o download do Mi Flash para o seu computador, clicando aqui, e instale-o. Isto será necessário para que os drivers de ADB e Fastboot sejam instalados. Caso você possua o Mi PC Suite instalado em seu computador, este passo poderá ser ignorado.

2016-02-24 (5)

Execute o Minimal ADB and Fastboot, instalado anteriormente.

Conecte o telefone ao computador no modo Fastboot. Para isto, desligue-o completamente, segure o botão Volume -, e pressione o botão Liga/Desliga até a Tela de Fastboot ser exibida.

 

2016-02-24

Confirme a conexão do dispositivo digitando o comando fastboot devices na tela do Minimal ADB and Fastboot. O dispositivo deverá aparecer como exibido acima, com um número de série único seguido da palavra fastboot. Caso não seja exibido, repita a instalação do Mi Flash ou execute o Mi PC Suite antes de executar o Minimal ADB and Fastboot.

 

Para conferir se o telefone está ou não com o bootloader bloqueado, digite fastboot oem device-info. A saída deste comando irá informar sobre o status do bloqueio, conforme abaixo:

 

2016-02-24 (3)

Dispositivo com o bootloader BLOQUEADO

—————

2016-02-24 (1)

Dispositivo com o bootloader DESBLOQUEADO

Caso o bootloader esteja bloqueado, será necessário solicitar o seu desbloqueio. Criamos um tutorial para auxiliar neste procedimento.

Dispositivos como o Redmi 2/Redmi 2 Pro podem informar incorretamente o status do bootloader. Para ter certeza de que o dispositivo está ou não bloqueado nestes modelos, você pode redefinir o telefone para os padrões de fábrica com o comando fastboot erase userdata. Este comando apagará todos os dados do telefone, inclusive da memória interna. Caso o bloqueio exista realmente no dispositivo, você não será capaz de usar este comando, recebendo uma mensagem de erro. Se conseguir usá-lo (recebendo uma mensagem de OKAY ao término dele), significa que o status do bootloader exibido anteriormente é incorreto, e o dispositivo não está bloqueado. Para instalar suas ROMs, você poderá utilizar o fastboot ou o recovery normalmente, lembrando apenas que para o DOWNGRADE (passar de uma versão mais nova para uma versão mais antiga) de ROMs MIUI só é possível através do fastboot.

Caso o bootloader esteja desbloqueado, você poderá instalar sem problemas custom ROMs em seu dispositivo 🙂

Repetindo: apenas os telefones Redmi 3, Redmi Note 3, Redmi Note 3 Pro, Mi 4C, Mi 5 e Mi Note Pro (tanto versões chinesas quanto versões globais) possuem o bootloader bloqueado.

Lembrando sempre que ao instalar uma ROM chinesa em um dispositivo que já foi desbloqueado irá bloquear novamente o bootloader, e cada dispositivo só pode ser desbloqueado 1 vez a cada 30 dias! Tenha atenção redobrada ao instalar ROMs em seus telefones 🙂

com.android.phone parou ou travamentos: Fazer um “wipe”? Quê?

Oi gente!

Aposto que vocês já se depararam com a situação após a troca de rom em que após ligar o smartphone, a tela começa a piscar erros como “com.android.phone parou” ou até mesmo aquela travada monstra que tu não sabe o que está acontecendo. Tu ficas sem saber o que fazer e perguntas no fórum e eles simplesmente respondem como se fosse algo que se faz todo dia: _Faz um wipe aí.

O que é esse “wipe”, né? Vou responder essa pergunta a medida que ensino vocês a executar tal função, então, vamos lá!

Observação: Este passo-a-passo será feito no redmi 2/ PRO, caso seu modelo seja diferente, por favor confirme se o atalho é o mesmo. 

**Se quiser ir via aplicativo ao invés de usar os botões, é só seguir: Aplicativo atualizações > três pontinhos lá no canto direito de cima > Reiniciar para o Recovery.

DESLIGUE O APARELHO e pressione o botão volume + e o botão power juntos para acessar o recovery. O botão volume – e o botão power juntos entra no fastboot. É pra ignorar mesmo a sujeirinha, esqueci de limpar pra poder tirar uma foto decente.

 

IMG_20160217_011241_mh1455679754485

Não tem segredo, toque em recovery para entrar no MI Recovery. Cuidado para não entrar em qualquer outra coisa.

Agora, a partir desta tela, O TOUCH SCREEN NÃO IRÁ FUNCIONAR, use os botões de volume + (para cima) e – (para baixo) para se orientar e use o botão power para selecionar a opção.

IMG_20160217_011318_mh1455679902913

Selecione ENGLISH – a não ser que tu sejas bom em chinês, aí fica a teu critério – pois esta será a linguagem que eu usarei para orientar nesta postagem.

IMG_20160217_011345_mh1455680014888

Agora explicarei parte por parte do que cada botão faz.

IMG_20160217_011400_mh1455680399684

  • Reboot: Ele vai te dar opção para reiniciar e voltar para o sistema.
  • Wipe & Reset: O alvo desta postagem, ele será discutido na próxima imagem.
  • Install update.zip to System: Se tu deixares uma atualização na raiz da memória interna com o nome update.zip, ele irá procurá-lo e instalá-lo.
  • Power Off: Ele irá desligar o smartphone.

IMG_20160217_011416_mh1455680492987

 WIPE & RESET

  • Wipe Cache: O cachê, nada mais é do que alguns dados salvos para que eles possam ser carregados mais rápido. Porém após uma atualização, pode haver excesso de dados ou até mesmo dados inúteis e recarregamento de novos dados, fazendo com o que o aparelho comece a ficar lento. Esses mesmos dados podem entrar em conflito com outros e causar muitos outros problemas. Esta opção irá apagar o cachê.
  • Wipe User Data: User Data são os dados do usuário, muitas vezes, ao dar downgrade, esses dados começam a conflitar com muitas coisas, e para resolver nos resta a única opção: resetar o aparelho. E para isso, geralmente, usamos a combinação Wipe Cache e Wipe User Data. Esta opção irá apagar os dados do usuário.
  • Wipe SD Card: Esta opção irá apagar os dados do cartão de memória. É uma solução para quando seus dados estão corrompidos – não necessariamente todos, pode ser um determinado arquivo – e o servidor de mídia começa a consumir a bateria e superaquecendo o aparelho tentando sincronizar os arquivos corrompidos.
  • Wipe All Data: Vai apagar todos os teus dados. Resetamento total. CUIDADO COM ESTA OPÇÃO.
  • Back to MainMenu: Volta para o menu principal.

 

Ao selecionar Reboot no Mainmenu, será como a imagem da esquerda:

  • Reboot to System: irá reiniciar e voltar para o sistema.
  • Back to Mainmenu: voltar para o menu principal.

Ao selecionar Wipe [alguma coisa] a imagem será como a da direita, em todas elas, selecione Yes somente se tiver certeza.

 

IMG_20160217_011445_mh1455681027520 IMG_20160217_011508_mh1455680666952

AVISO IMPORTANTE: 

  • Tu não terás problemas ao mudar de uma estável para beta, porém o inverso será problemático.
  • Tu não terás problemas ao mudar de uma versão antiga, para uma versão nova, porém o inverso será problemático.

As versões mais recentes ou que estão em constantes atualizações, não voltarão para a anterior sem ter determinadas consequências. Estes problemas como várias abas de “processo tal parou” são exemplos de reações de um downgrade, sempre que precisar fazer downgrade DEVE-SE FAZER UM RESET TOTAL.

Aproveito também para convidar vocês para participar do nosso fórum!
Espero que esta postagem ajude vocês!

[TUTORIAL] Desbloqueando o bootloader do seu Mi Device

Desde o lançamento do Redmi Note 3 na China, uma nova política foi implementada pela Xiaomi para aumentar a confiabilidade e a segurança de seus dispositivos: o bloqueio do bootloader.
Conforme explicamos neste artigo, o bloqueio anunciado pela empresa tem como foco principal a maior segurança para os dados do usuário e a inviabilização do uso do telefone por terceiros, em caso de perda ou roubo.

Se por um lado esta é uma medida excelente para manter a segurança de seu dispositivo, por outro o usuário pode encontrar uma dor de cabeça: a instalação de custom ROMs diferentes da MIUI oficial não é possível em um dispositivo com o bootloader bloqueado. A instalação via fastboot de qualquer ROM é impedida, e a instalação de arquivos ZIP via Recovery pode danificar permanentemente seu aparelho caso o bootloader não esteja desbloqueado.

Atualmente, os dispositivos que possuem o bloqueio do bootloader são o Redmi Note 3, Mi Note Pro e Mi 4C. Outros dispositivos da Xiaomi serão adicionados gradualmente a esta lista, podendo também ser bloqueados no futuro. Mas isso não quer dizer que o usuário perde seu poder de escolha: a própria empresa já desenvolveu uma ferramenta para desbloqueio do bootloader, e iremos ensinar o passo a passo para o seu desbloqueio correto 🙂

 

ATENÇÃO: Lembre-se sempre de fazer um backup antes de efetuar qualquer procedimento em seu telefone, e salve-o em um local seguro!

 

1º passo: solicitando o desbloqueio do bootloader

Acesse o site http://en.miui.com/unlock, e em seguida clique em “Unlock now”:

miflashunlock

 

Caso você não esteja conectado à sua Conta Mi, você será redirecionado para a página de login. Efetue o login com a mesma Conta Mi que está conectada no telefone que será desbloqueado:

Login

 

Se a sua Conta Mi não estiver vinculada a uma conta no Fórum MIUI , você será redirecionado para o Fórum para criar seu apelido:

Login1

Após criar seu apelido e ser redirecionado para a página inicial do fórum, acesse http://en.miui.com/unlock/apply.php

Abaixo, você encontra a tela de solicitação de desbloqueio, que deverá ser preenchida completamente. Traduzimos os itens principais para auxiliá-los:

Sem Título-1Após preencher os seus dados, clique em “Apply Now”.

Você receberá um SMS em seu telefone para confirmar a sua solicitação de desbloqueio. Digite o código recebido na página e continue o processo.

Ao término da solicitação, a informação abaixo será exibida.

concluido

Sua solicitação será então analisada pela equipe da Xiaomi, e você receberá a confirmação diretamente em seu telefone, quando sua aplicação for aprovada (ou negada). Ao receber o SMS confirmando que sua solicitação de desbloqueio foi aprovada, você poderá seguir para o próximo passo. Caso a solicitação seja negada, será necessário refazer o processo após utilizar mais a sua Conta Mi (criando posts no fórum oficial e interagindo com usuários, fazendo uso de sua Conta Mi regularmente, etc aumentam suas chances de conseguir a aprovação do desbloqueio).

Screenshot_2016-02-16-11-38-02_com.android.mms

 

ATENÇÃO: Cada Conta Mi aprovada pode desbloquear 1 DISPOSITIVO a cada 30 dias. Caso você desbloqueie seu bootloader e instale uma ROM original Xiaomi novamente, o bootloader será novamente bloqueado, sendo necessário aguardar esta janela de tempo para efetuar o desbloqueio mais uma vez.

 

2º passo: desbloqueando o bootloader

 

Com a permissão de desbloqueio obtida com sucesso, acesse novamente http://en.miui.com/unlock. Você será redirecionado para a página de download da ferramenta de desbloqueio:

unlocktooldownload

Clique em “Download Mi Unlock” e aguarde a conclusão do download. Terminado, extraia o arquivo para uma pasta de sua preferência. Em seguida, abra o executável “MiflashUnlock.exe”:

miflu
Clique em “Agree” na tela principal do programa:

2016-02-16 (9)

 

Em seguida, será necessário fazer o login com a Conta Mi que recebeu a permissão de desbloqueio:
(Lembre-se: esta mesma conta PRECISA estar conectada no telefone que será desbloqueado!)

2016-02-16 (10)

 

O programa irá verificar se sua conta possui permissão para desbloqueio:

2016-02-16 (12)

 

Após a verificação ser concluída, será necessário conectar seu telefone ao computador em modo fastboot. Para isso, desligue totalmente o telefone, e ligue-o novamente segurando o votão Volume -, até que a tela de fastboot seja exibida. Em seguida, conecte o telefone ao computador.

2016-02-16 (13)

Quando o telefone for detectado, o programa exibirá as informações na tela e ativará o botão “Unlock”:

2016-02-16 (14)

Clique em “Unlock” e aguarde o procedimento ser concluído.

ATENÇÃO: Caso o dispositivo esteja com seu armazenamento criptografado, o desbloqueio do bootloader apagará TODOS OS DADOS do telefone.

2016-02-16 (15)

Ao término do processo, o desbloqueio será concluído e a tela abaixo será exibida:
Mi-Unlocker_IT5

Clique em “Reboot phone” para reiniciar o telefone normalmente, e pronto! o bootloader estará desbloqueado e você poderá instalar as custom ROMs que desejar em seu Mi Device!

Caso tenha ocorrido algum problema durante o processo de desbloqueio, o contato deverá ser feito diretamente no fórum internacional da MIUI. Confira o FAQ e os locais corretos para a postagem de suas dúvidas caso o desbloqueio não seja feito com suceso clicando aqui.