[Changelog & Download] – MIUI Brasil 6.2.19

Mais uma semana, mais uma atualização 🙂

Abaixo você confere as mudanças da versão 6.2.19:

[Changelog – MIUI Brasil 6.2.19]

[Sistema]
Correção – Ícones do Alipay não eram carregados em alguns casos

[Tela inicial]
Otimização – Adicionada pesquisa web na pesquisa global do sistema

[Gerenciador de Arquivos]
Novo – Encontre vídeos populares ou em destaque de forma facilitada
Novo – Recurso para transferência de arquivos entre dispositivos sem utilizar a internet
Novo – Adicionados atalhos para downloads e arquivos ocultos na lista de categorias
Novo – Layous para a visualização do armazenamento redesenhada para torná-la mais informativa
Novo – Novos recursos para pastas ocultas
Novo – Veja arquivos ordenados por apps usados frequentemente
Novo – Layout de carda redesenhado

O download via OTA pode ser feito diretamente pelo dispositivo, caso você já possua uma ROM MIUI Brasil instalada em seu dispositivo.
Caso não tenha ainda a ROM, faça o download para o seu dispositivo clicando aqui.

Dispositivos suportados:
Xiaomi Mi 4i, Redmi 1S W, Redmi 1S TD, Redmi 2W, Redmi 2TD, Redmi 2A e Redmi Note 2 🙂

[Changelog & Download] – MIUI Global Developer 6.2.2

Foi lançada hoje a versão 6.2.2 Developer (Beta) da MIUI Global! Abaixo, você confere as mudanças e faz o download da versão mais recente para seu Mi Device 😉
Os dispositivos que possuem suporta para esta atualização são o Xiaomi Mi Pad, Redmi 1S, Redmi 2/Pro, Redmi Note 2 e Redmi Note 4G.

 

MIUI 7 Global Beta ROM 6.2.2 Changelog


[Tela de bloqueio, barra de status e aba de notificações]
Correção – Menu do botão Liga/Desliga não podia ser operado no Modo de acessibilidade

[Tela inicial]
Correção – O sistema solicitava que pastas fossem renomeadas quando abertas pela primeira vez após uma reinicialização
Correção – Ícones que desapareciam e retornavam apenas após a reinicialização foram corrigidos

[Backup]
Otimização – Novo design para o Mi Mover

[Gerenciador de Permissões]
Novo – Gerenciamento de permissões facilitado com atalhos para restrição de permissões específicas em um só toque

 

Para fazer o download da atualização para o seu dispositivo, clique aqui.
Lembre-se: Esta não é a nossa custom ROM! É a versão OFICIAL Global da Xiaomi 😉

[TUTORIAL] Desbloqueando o bootloader do seu Mi Device

Desde o lançamento do Redmi Note 3 na China, uma nova política foi implementada pela Xiaomi para aumentar a confiabilidade e a segurança de seus dispositivos: o bloqueio do bootloader.
Conforme explicamos neste artigo, o bloqueio anunciado pela empresa tem como foco principal a maior segurança para os dados do usuário e a inviabilização do uso do telefone por terceiros, em caso de perda ou roubo.

Se por um lado esta é uma medida excelente para manter a segurança de seu dispositivo, por outro o usuário pode encontrar uma dor de cabeça: a instalação de custom ROMs diferentes da MIUI oficial não é possível em um dispositivo com o bootloader bloqueado. A instalação via fastboot de qualquer ROM é impedida, e a instalação de arquivos ZIP via Recovery pode danificar permanentemente seu aparelho caso o bootloader não esteja desbloqueado.

Atualmente, os dispositivos que possuem o bloqueio do bootloader são o Redmi Note 3, Mi Note Pro e Mi 4C. Outros dispositivos da Xiaomi serão adicionados gradualmente a esta lista, podendo também ser bloqueados no futuro. Mas isso não quer dizer que o usuário perde seu poder de escolha: a própria empresa já desenvolveu uma ferramenta para desbloqueio do bootloader, e iremos ensinar o passo a passo para o seu desbloqueio correto 🙂

 

ATENÇÃO: Lembre-se sempre de fazer um backup antes de efetuar qualquer procedimento em seu telefone, e salve-o em um local seguro!

 

1º passo: solicitando o desbloqueio do bootloader

Acesse o site http://en.miui.com/unlock, e em seguida clique em “Unlock now”:

miflashunlock

 

Caso você não esteja conectado à sua Conta Mi, você será redirecionado para a página de login. Efetue o login com a mesma Conta Mi que está conectada no telefone que será desbloqueado:

Login

 

Se a sua Conta Mi não estiver vinculada a uma conta no Fórum MIUI , você será redirecionado para o Fórum para criar seu apelido:

Login1

Após criar seu apelido e ser redirecionado para a página inicial do fórum, acesse http://en.miui.com/unlock/apply.php

Abaixo, você encontra a tela de solicitação de desbloqueio, que deverá ser preenchida completamente. Traduzimos os itens principais para auxiliá-los:

Sem Título-1Após preencher os seus dados, clique em “Apply Now”.

Você receberá um SMS em seu telefone para confirmar a sua solicitação de desbloqueio. Digite o código recebido na página e continue o processo.

Ao término da solicitação, a informação abaixo será exibida.

concluido

Sua solicitação será então analisada pela equipe da Xiaomi, e você receberá a confirmação diretamente em seu telefone, quando sua aplicação for aprovada (ou negada). Ao receber o SMS confirmando que sua solicitação de desbloqueio foi aprovada, você poderá seguir para o próximo passo. Caso a solicitação seja negada, será necessário refazer o processo após utilizar mais a sua Conta Mi (criando posts no fórum oficial e interagindo com usuários, fazendo uso de sua Conta Mi regularmente, etc aumentam suas chances de conseguir a aprovação do desbloqueio).

Screenshot_2016-02-16-11-38-02_com.android.mms

 

ATENÇÃO: Cada Conta Mi aprovada pode desbloquear 1 DISPOSITIVO a cada 30 dias. Caso você desbloqueie seu bootloader e instale uma ROM original Xiaomi novamente, o bootloader será novamente bloqueado, sendo necessário aguardar esta janela de tempo para efetuar o desbloqueio mais uma vez.

 

2º passo: desbloqueando o bootloader

 

Com a permissão de desbloqueio obtida com sucesso, acesse novamente http://en.miui.com/unlock. Você será redirecionado para a página de download da ferramenta de desbloqueio:

unlocktooldownload

Clique em “Download Mi Unlock” e aguarde a conclusão do download. Terminado, extraia o arquivo para uma pasta de sua preferência. Em seguida, abra o executável “MiflashUnlock.exe”:

miflu
Clique em “Agree” na tela principal do programa:

2016-02-16 (9)

 

Em seguida, será necessário fazer o login com a Conta Mi que recebeu a permissão de desbloqueio:
(Lembre-se: esta mesma conta PRECISA estar conectada no telefone que será desbloqueado!)

2016-02-16 (10)

 

O programa irá verificar se sua conta possui permissão para desbloqueio:

2016-02-16 (12)

 

Após a verificação ser concluída, será necessário conectar seu telefone ao computador em modo fastboot. Para isso, desligue totalmente o telefone, e ligue-o novamente segurando o votão Volume -, até que a tela de fastboot seja exibida. Em seguida, conecte o telefone ao computador.

2016-02-16 (13)

Quando o telefone for detectado, o programa exibirá as informações na tela e ativará o botão “Unlock”:

2016-02-16 (14)

Clique em “Unlock” e aguarde o procedimento ser concluído.

ATENÇÃO: Caso o dispositivo esteja com seu armazenamento criptografado, o desbloqueio do bootloader apagará TODOS OS DADOS do telefone.

2016-02-16 (15)

Ao término do processo, o desbloqueio será concluído e a tela abaixo será exibida:
Mi-Unlocker_IT5

Clique em “Reboot phone” para reiniciar o telefone normalmente, e pronto! o bootloader estará desbloqueado e você poderá instalar as custom ROMs que desejar em seu Mi Device!

Caso tenha ocorrido algum problema durante o processo de desbloqueio, o contato deverá ser feito diretamente no fórum internacional da MIUI. Confira o FAQ e os locais corretos para a postagem de suas dúvidas caso o desbloqueio não seja feito com suceso clicando aqui.

Saiba mais sobre o bloqueio dos Bootloaders em Mi Devices

No lançamento do Redmi Note 3 na China, a comunidade recebeu uma notícia um tanto quanto inesperada: o novo aparelho chegaria ao mercado com o seu bootloader bloqueado. Após isso, num pronunciamento oficial da marca, foi informado que para a proteção dos dados do usuário e para fornecer maior segurança a suas ferramentas, outros dispositivos Mi também terão esse bloqueio, ocorrendo de forma gradual durante os proximos meses. Adicionados na lista agora estão o Redmi Note 3, Mi 4c e Mi Note Pro.

Abaixo, vamos entender de uma melhor forma como isso irá impactar os usuários, tanto positiva quanto negativamente:

Observação: Inicialmente, o bloqueio do bootloader acontece somente para versões chinesas destes dispositivos. Versões vendidas fora da china não terão o bloqueio implementado no momento.

O que levou a decisão pela Xiaomi em bloquear o bootloader

Embora seja uma empresa grande, a Xiaomi ainda não atua em uma quantidade considerável de países no mundo. Isso dificulta o acesso aos seus produtos por clientes que desejam adquirí-los, mas ainda não possuem canais oficiais. Sendo assim, muitos usuários compram através de canais de venda alternativos, que não são homologados pela Xiaomi. Em alguns casos, estes telefones podem ser falsificações ou telefones que possuam embarcada uma versão modificada da MIUI, contendo malwares e bloatwares do próprio revendedor, comprometendo a experiência de uso e a performance do dispositivo. No fórum internacional, um dos assuntos mais comentado é exatamente esse: produtos falsos/baixa performance em gadgets adquiridos de terceiros. Este problema também ocorre em seu próprio mercado, na China.

Um segundo ponto que levou a empresa a optar pelo bloqueio do bootloader é a segurança de seus usuários. Nas últimas versões da MIUI, tanto Chinesa quanto Global, uma parte dos esforços de assegurar os dados do telefone foi implementada. Assim, caso o telefone seja restaurado para os padrões de fábrica, será necessário inserir a senha da Conta Mi que o registrou. Como exemplo, em um telefone com o bootloader destravado, caso fosse roubado ou perdido, uma pessoa conseguiria utilizar o telefone normalmente, mesmo possuindo a funcionalidade extra de segurança da Conta Mi, bastando que um novo software fosse transferido via fastboot, por exemplo.

Levando em conta estes dois pontos, a Xiaomi tomou a decisão de fazer o bloqueio do Bootloader, além de alterações na função ‘Encontrar dispositivo’ da Mi Cloud e a lógica de verificação de atualizações do sistema. Esta combinação de mudanças fornecem uma maior segurança para o usuário. O bloqueio do bootloader não afeta a utilização normal do aparelho, ou seja, as atualizações continuam normalmente.

Além disso, o acesso root será desabilitado na ROM e, para fazer uso do root, o bootloader precisará ser desbloqueado. O modo de Recovery é alterado, sendo utilizado em conjunto com o Mi PC Suite ao invés de um menu de recovery no telefone. A instalação de ROMs via fastboot ficam bloqueadas, não sendo possível nenhuma alteração na ROM do telefone, fornecendo mais segurança e chances de se recuperar um telefone perdido. Caso o telefone seja realmente perdido ou roubado, o bloqueio poderá ser feito diretamente pela Mi Cloud, e o acesso a instalação de novas ROMs ou redefinição de padrões de fábrica também ficam restringidos.

Seguindo ainda o espírito de garantir sempre a melhor experiência para seu público, mesmo com o bootloader bloqueado o usuário poderá solicitar facilmente o desbloqueio, utilizando uma ferramenta própria da Xiaomi. Por enquanto, els está disponível apenas em Chinês, mas nos próximos dias tanto o formulário de desbloqueio quanto o aplicativo ficarão disponíveis em inglês para que todos os usuários consigam fazer o desbloqueio de forma fácil. Lembrando que esta alteração afeta inicialmente somente dispositivos que utilizam a ROM Chinesa. MIUI Global não será afetada por enquanto.

Iremos atualizar este artigo conforme obtenhamos mais informações a respeito do procedimento. Tem alguma dúvida sobre? Deixe seu comentário! 🙂

Nova seção no site: Xiaomi Apps!

Estamos lançando hoje uma seção específica na área de downloads para Apps Xiaomi!

Nela, iremos publicar todos os apps Xiaomi que possuem a tradução MIUI Brasil.
Inicialmente, temos três apps traduzidos, que são: Verificação Mi, Autenticador Mi e o Mi Mover

O app Verificação Mi é utilizado para testes de autenticidade de aparelhos. Lembrando que geralmente somente aparelhos adquiridos na China e com a ROM oficial podem ser verificados, e não há previsão da Xiaomi expandir este serviço para outros mercados.

O app Autenticador Mi é uma ferramenta para sites que solicitam logins seguros, e funciona como o Google Authenticator, fornecendo códigos numéricos para utilização em sites e serviços que ofereçam a verificação em duas etapas com suporte a Tokens.

O app Mi Mover, o mais recente da Xiaomi, ainda não está disponível no mercado Global, mas tem uma proposta super interessante: você instala o app em seu dispositivo Android antigo, e o app faz o backup do máximo possível de suas informações para transferí-las por Wi-Fi para outros telefones Xiaomi que possuam uma versão recente da MIUI 7!

Futuramente, os apps Mi Key, Mi Router, Mi Wi-Fi, Mi Remote, entre outros contarão também com atualizações e tradução exclusiva da MIUI Brasil 🙂

Para acessar a seção Xiaomi Apps, clique aqui.

Android M começará a ser distribuído na MIUI China nesta semana

Há cerca de um mês foi anunciado pela Xiaomi China a atualização da base Android de alguns telefones da linha Mi: Mi 3, Mi 4 e Mi Note.

Durante este período, beta testers puderam auxiliar na correção de bugs em seu período inicial de desenvolvimento. Agora, o Gerente de Operações da MIUI na China compartilhou em sua conte no Weibo a confirmação de que a MIUI 7 baseada no Android M iniciará o período de beta público na versão MIUI China a partir desta semana.

Weibo

 

Informações gerais sobre o Android 6 (Marshmallow)

O Android 6.0 é a última versão do sistema operacional do Google. Anunciado inicialmente em Maio de 2015 na conferência Google I/O no codinome “Android M”, ela foi anunciada oficialmente em Outubro de 2015.

O Marshmallow foca primariamente na melhoria da performance geral do sistema e a experiência do usuário Lollipop, introzudindo uma nova arquitetura de permissões (que já existia na MIUI 6), novas APIs para assistentes contextuais, um novo sistema de gerenciamento de energia (introduzido já na MIUI 7) que reduz a atividade em segundo plano quando o dispositivo não está sendo utilizado, suporte nativo para impressões digitais e conectores USB-C, além da habilidade de transferir dados para o cartão SD e utilizá-lo como armazenamento principal.

Redmi 3: tudo sobre o lançamento!

O ano está começando cheio de novidades da Xiaomi. Entre anúncios de novos produtos de suas empresas parceiras, como o Segway/Ninebot Robot, a empresa não ficou parada e já começa a divulgar seu portfólio para 2016. Perfis oficiais de desenvolvedores ou da própria empresa já anunciaram o lançamento de seu futuro flagship, o Mi 5, para depois do Festival de Primavera, além do Redmi 3, telefone intermediário que ajudará ainda mais a ascensão da empresa globalmente.

Sucessor do Redmi 2, o Redmi 3 foi anunciado na última semana através da página oficial da Xiaomi China no Facebook. Porém, a empresa se adiantou e já publicou a página oficial do produto, mostrando suas especificações e imagens oficiais do novo aparelho.

 

Xiaomi Redmi 3

 

Abaixo você confere as especificações completas do Redmi 3:

  • Corpo totalmente em metal
  • Dimensões: 139.3 mm x 69.6 mm x 8.5mm
  • Peo: 144g
  • Processador Qualcomm Snapdragon 616 8-core 4×1.5GHz + 4×1.2GHz
  • GPU de alto desempenho Adreno 405
  • 2GB de memória LPDDR3
  • Armazenamento interno padrão EMMC 4.5 de 16GB, expansivel até 128GB
  • Bateria inteligente de 4100 mAh
  • Cartão SIM: Slot inteligente, onde é possível utilizar 2 cartões SIM ou 1 cartão SIM e 1 cartão de memória micro SD para expansão
  • Câmera frontal de 5MP com função Beautiful, abertura f/2,2 e 36 filtros de otimização
  • Câmera traseira de 13MP, abertura f/2,0 e PDAF 0.1s (Phase Detection Auto-Focus)
  • Tela HD de 5″ (1280×720 pixels)

Confira as imagens oficiais do produto:

O preço anunciado no site da fabricante será de 699 RMB, ou cerca de R$429,00 em conversão direta, e terá as vendas iniciadas no dia 12 de janeiro às 10h. Ainda não existem informações sobre o lançamento do dispositivo fora do mercado asiático.

Xiaomi Mi 5 será lançado após o Festival de Primavera na China

Estamos na primeira semana de Janeiro, e as novidades não param: anunciado oficialmente hoje, o próximo flagship da Xiaomi será lançado após o Festival de Primavera, ou o Ano Novo Chinês, que começará este ano no dia 8 de fevereiro.

O lançamento do Mi 5 era amplamente aguardado tanto por seus Mi Fãs quanto pela mídia especializada: há quase dois anos detalhes sobre o produto, leaks e rumores circulam a internet.

Li Wan Qiang, responsável pelo Marketing da Xiaomi na China, fez o anúncio em sua conta do Weibo afirmando que o Mi 5 já está pronto e que poderá ser anunciado após o Festival de Primavera. O “atraso” no lançamento deve-se simplesmente ao fato de que o produto está em produção em massa para que no lançamento todos os usuários possam ser atendidos no início das vendas.

MI5 Weibo

 

O Xiaomi Mi5 usará o processador Qualcomm Snapdragon 820, que está em destaque novamente na CES 2016. O processador é capaz de processar quantidades enormes de dados, além de fornecer um rastreamento inteligente utilizando seus sensores e câmeras, suporte nativo a telas 4K, sistemas de navegação em tempo real, entre outros. A nova CPU é significativamente mais rápida que sua antecessora, sendo 2x mais eficiente que o Snapdragon 810 e consumindo cerca de 30% menos energia para funcionamento.

qualcomm-snapdragon-820

 

Este artigo está sendo desenvolvido e poderá ser atualizado a qualquer momento.