00_header

Introdução

Lançado em Abril deste ano simultaneamente na China e em um evento na MWC em Barcelona, o Mi 5 foi um milestone de peso para a Xiaomi: aclamado por toda a mídia internacional, o flagship da empresa finalmente fez com que ela fosse vista com bons olhos por todo o mundo. Mas 2016 foi um ano abarrotado de lançamentos por parte da maioria dos grandes players do mercado mobile, fazendo com que a Xiaomi tentasse novamente voltar ao topo das discussões acerca de seus novos lançamentos: o Mi 5S e o Mi 5S Plus. Neste review falaremos em detalhes sobre o Mi 5S.

Nota: este é o primeiro review feito pelo fansite para um smartphone da Xiaomi, e utilizamos como base o review do GSMArena, adaptando informações e inserindo nossas próprias observações para testarmos o formato de próximos reviews e facilitar o acesso a informações detalhadas do dispositivo a quem não tem conhecimento de outros sites ou de idiomas. Caso tenha alguma sugestão para nossos próximos reviews de smartphones, entre em contato conosco: contato@miuirom.com.br

01_intro

O Xiaomi Mi 5S, como o próprio nome já demonstra, é a versão atualizada do flagship anterior, o Mi 5. Sendo assim, alguns upgrades são notáveis: o processador foi trocado para o Snapdragon 821, o mais recente da categoria até o momento. A memória RAM da versão básica de 32GB passa para 4GB (enquanto a versão intermediária ainda permanece com 3GB). O sensor de impressões digitais (que também atuava como um botão físico) dá lugar ao novo leitor ultrassônico com tecnologia Qualcomm Snapdragon Sense ID. A mudança mais óbvia, entretanto, é outra: O Mi 5S não apresenta o painel traseiro de vidro ou cerâmica como o Mi 5: em seu lugar, o dispositivo agora é montado em um painel unibody de liga de alumínio.

A bateria recebeu um upgrade, embora modesto: de 3100 mAh (3000 mAh typ.) do Mi 5, passa a ter 3200 mAh (3100 mAh typ).

A câmera principal do Mi 5S é um dos grandes destaques do telefone: embora não tenha recebido a câmera dupla que seu “irmão” Mi 5S Plus possui, o sensor recebeu um upgrade substancial. No lugar do sensor de 16MP 1/2.8″ presente no Mi 5, o 5S conta agora com um sensor de 12MP 1/2.3″. Se você acha que isso é um downgrade, não se engane com a quantidade de megapixels: os pixels no novo sensor são 40% maiores graças à sua construção menor, fazendo com que o Mi 5S capture imagens ainda mais detalhadas e com maior luminosidade sem a necessidade de um prós-processamento agressivo.
Se por um lado o sensor recebeu upgrades em seu processamento, por outro lado existem também alguns pontos negativos, como a ausência da estabilização ótica de imagem (OIS) que foi um dos destaques no Mi 5.

Especificações

Redes

Tecnologia
GSM/CDMA/HSPA/EvDO/LTE

Bandas
2G: GSM 850/900/1800/1900 & CDMA 800
3G: HSDPA 850/900/1900/1200 & CDMA2000 1xEvDO
4G: Bandas 1/2/5/7/8/38/39/40/41

Cartão SIM
Tipo: Dual SIM, dual standby
Formato: Nano SIM

Dimensões

Altura: 145.6mm
Largura: 70.3mm
Espessura: 8.3mm
Peso: 145g

Tela

Tipo
Tela IPS LCD com touchscreen capacitivo e 16 milhões de cores

Tamanho
5.15″ (71.4% de screen-to-body ratio)

Resolução
1080×1920 pixels, 428ppi

Touchscreen
Painel multitouch 8+ toques

Plataforma

Sistema Operacional
MIUI 8 baseada no Android 6.0 (Marshmallow)

SoC / Chipset
Qualcomm MSM8996 Snapdragon 821

CPU
Quad-core (2×2.15GHz & 2×1.6GHz Kryo CPUs)

GPU
Adreno 530

Memória

Expansão de armazenamento
Sem expansão

Tipo de armazenamento interno
UFS 2.0

Tamanho do armazenamento interno e memória RAM
Versão básica: 4GB/32GB
Versão intermediária: 3GB/64GB
Versão pro: 4GB/128GB

Câmeras

Câmera primária
12MP, f/2.0
PDAF, flash dual-led
Sensor de 1/2.3″, tamanho de pixels de 1.55µm, geo-tags, foco por toque, detecção de rosto/sorriso, panorama, HDR automático
Gravação de vídeos 2K@30fps & FullHD@120fps

Câmera secundária
4MP, f/2.0
Sensor de 1/3″, tamanho de pixel de 2µm
Gravação de vídeos FullHD

Hardware e Sensores

Som/Multimídia
Saída de fone de ouvido 3.5mm
Alto-falantes
Reprodução de áudio MP3/eAAC+/WAV/FLAC
Reprodução de vídeo MP4/DivX/XviD/WMV/H.265

Conectividade
Wi-Fi 801.22 a/b/g/n/ac dual band
Wi-Fi Direct
DLNA
Bluetooth 4.2 A2DP LE
GPS, A-GPS, Glonass, BeiDou
NFC full-feature
USB type-C

Sensores
Impressão digital, acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola eletrônica, barômetro

Bateria
3200mAh (3100 typ.), não removível

O que há na caixa?

Como em qualquer outro Xiaomi, o conteúdo da caixa é reduzido ao mínimo possível para reduzir os custos de produção: não há fones de ouvido ou excesso de papéis informativos.

Conteúdo da caixa:

  • Telefone Xiaomi Mi 5S;
  • Cabo USB Type-C;
  • Carregador de parede (padrão americano);
  • Guia rápido e Certificado de garantia;
  • Pino ejetor para a bandeja do cartão SIM;

Mi 5s Box contents

Design

O Mi 5S possui 145.6mm de altura, 70.3mm de largura e 8.3mm de espessura. Apenas um milímetro maior, mais largo e mais espesso do que o Mi 5, além de ter ficado um pouco mais pesado: 145g contra 129g do Mi 5 (vidro) ou 139g do Mi 5 (cerâmica). O aumento de peso deve-se exclusivamente à mudança de material utilizado na carcaça, já que a Xiaomi optou em trocar o painel de vidro traseiro por um painel unibody de liga de alumínio, oferecendo assim mais resistência ao telefone (quem se lembra do bend test do JerryRigEverything para o Mi 5?).

O novo corpo em metal dá uma maior sensação de robustez ao aparelho: ao contrário do Mi 5 e suas versões de vidro ou cerâmica, o telefone não “escorrega” em superfícies planas ou lisas. O peso maior também contribui em fazer o 5S parecer mais robusto. Já o acabamento fosco da pintura externa dá ao aparelho um ar ainda mais sóbrio e elegante, e as linhas emborrachadas das antenas do aparelho não fogem muito da estética atual: fabricantes como Apple e HTC já utilizam configuração semelhante em seus dispositivos sem comprometer o design do produto final. Ainda com o mesmo tamanho de tela (5.15″), ele é um telefone bastante compacto e de fácil manuseio, trazendo ainda mais segurança agora que é menos propenso a acidentes na hora de capturar uma foto ou gravar vídeos ou até mesmo no uso diário, como ocorria com o Mi 5 (claro, sem a utilização de capas protetoras).

Tela

A tela do Mi 5S possui 5.15″, resolução Full HD (1920×1080 pixels) e densidade de 428 ppi, exatamente como no Mi 5.

Mi 5S

Fornecendo cores vibrantes e um ângulo de visão elevado, a tela do 5S entrega o que é esperado de um telefone topo de linha, fazendo com que as imagens na tela permaneçam com seu aspecto natural mesmo quando vista por ângulos diferentes do habitual. A renderização de cores também é excelente, tornando este painel LCD quase perfeito em sua calibração de cores. A legibilidade na luz solar também é boa graças a tecnologias da própria Xiaomi como o Sunlight display, que  em conjunto com o CABL (content-adaptive backlight) adapta o brilho rapidamente às mais diversas condições de luminosidade.

O brilho mínimo da tela, de acordo com review feito pelo GSMArena é de 1.1nits, fazendo com que o telefone seja extremamente confortável para leitura de conteúdo durante a noite ou em ambientes escuros. O contraste da tela possui razão de 1294:1 que, embora seja excelente, é bem abaixo do valor anunciado de 1500:1.

Embora a tela permaneça com o mesmo tamanho, resolução e densidade, a proteção utilizada no painel frontal ainda é uma incógnita: não há informações sobre qual o tipo utilizado no Mi 5S.

Leitor de impressões digitais

img_05122016_190347

Outra das grandes novidades implementadas no 5S pode ser facilmente encontrada em sua parte frontal: o botão Início, que atuava anteriormente como um botão físico e o leitor de impressões digitais deu lugar ao sensor de impressões digitais ultrassônico com a tecnologia Qualcomm Snapdragon Sense ID. A escolha deste novo modelo de sensor irá agradar muitos dos usuários que já experimentaram o Mi 5 e sentiram que a necessidade de se clicar no botão Início ou ligar a tela para que o leitor funcionasse era um tanto quanto incômoda: No Mi 5S o funcionamento é exatamente o mesmo dos demais telefones Xiaomi que possuem o leitor na parte traseira do telefone. Basta um toque no sensor para que a tela seja ativada e o telefone desbloqueado. Mesmo que o botão físico tenha sido removido do 5S, ele ainda atua como botão capacitivo em atividades comuns do telefone.

Conectividade

O Mi 5S possui suporte a 9 bandas LTE (incluindo bandas brasileiras para a maioria das operadoras móveis), além de suporte a GSM quadriband e 3G com suporte a HSPA. Graças à possibilidade de alteração de prioridade entre cartões SIM via software, é possível alternar entre os cartões SIM para conexão com a internet em 4G/LGE ou 3G sem a necessidade de se trocar o cartão SIM de slot. O Wi-Fi funciona nos padtrões 802.11 a/b/g/n/ac e possui suporte à tecnologia Wi-Fi Direct e Wireless Display para espelhamento de tela em dispositivos compatíveis.

Adicionalmente, o telefone conta com um chip NFC full-feature (podendo ser utilizado futuramente para o Android Pay ou até mesmo para a recarga de cartões de transporte como o Bilhete Único em São Paulo), Bluetooth 4.2 Low Energy e suporte a A2DP, GPS com suporte a A-GPS, GLONASS e BeiDou. Diferente de seu antecessor, o Mi 5S não possui porta de infravermelho.

Câmeras e áudio

O Xiaomi Mi 5S conta com um sensor Sony IMX378 de 12MP, o mesmo utilizado nos Google Pixel. A resolução do sensor, embora menor que a do Mi 5, possui pixels de 1.55µm. Fisicamente o sensor também é maior que o do Mi 5. O novo sensor traz algumas melhorias, entretanto: a renderização de fotos em HDR está mais precisa e rápida, e a taxa de quadros por segundo para vídeos também ganha uma melhora significativa. O destaque nas otimizações do novo sensor vão para o pré e pós processamento de imagens capturadas, sendo feito praticamente todo o processo pelo próprio sensor, reduzindo o tempo de espera entre uma imagem e outra capturada em HDR, por exemplo.

Abaixo montamos um comparativo com algumas fotos de exemplo, tiradas com o Mi 5 e o Mi 5S. Todas as fotos foram capturadas em suas configurações padrão e sem HDR.

Xiaomi Mi 5

Xiaomi Mi 5S

Para ver fotos tiradas com o Mi 5S nas mais diversas situações, clique aqui (agradecimentos ao Allan Dantas por disponibilizar o álbum para compartilhamento).

Um ponto negativo encontrado no novo sensor é a falta da estabilização ótica de imagens que foi destaque no Mi 5. Embora o sensor tenha agora uma abertura de f/2.0, a gravação de vídeos em resolução acima de Full HD pode tornar-se um pouco difícil se você não tiver mãos firmes: a estabilização eletrônica funciona relativamente bem para vídeos em 1080p, mas para gravações em 2K/4K ela é praticamente nula.

Performance

O upgrade no SoC do Mi 5S para o Snapdragon 821 faz sentido para a Xiaomi se deseja manter seus flagships com os melhores componentes de mercado. Mas, de certa forma, este upgrade acaba por não trazer um diferencial substancial. A arquitetura do processador e o processo de fabricação permanece o mesmo, com exceção a algumas correções mínimas que veremos abaixo. A forma como o upgrade foi anunciado, entretanto, não condiz muito com a realidade: enquanto o foco de grande parte das campanhas de marketing voltadas ao aparelho era justamente destacando o novo processador, vemos que na prática a mudança do 820 para o 821 não traz mudanças perceptíveis para o usuário regular.

O novo chip da Qualcomm traz sim alguns benefícios, com destaque para a eficiência energética e o aumento de performance. Na série anterior, alguns telefones ainda sofriam com o aquecimento excessivo do telefone quando executando tarefas que exigiam maior poder do processador, algo que também ocorria na série anterior, a 810. Infelizmente para o 821, não é possível ter as duas features ao mesmo tempo: fabricantes podem optar pela versão padrão do processador, que oferece uma eficiência energética 10% maior que a do seu antecessor, ou optar pela versão com overclock (presente no Mi 5S Plus), que aumenta as frequências da CPU e GPU em 10% da frequência original (claro, a custo do seu tempo de uso da bateria).

Abaixo, conferimos como o Mi 5S se sai nos aplicativos de benchmark mais populares atualmente:

Primeiro, o AnTuTu Benchmark, amplamente utilizado por nossos usuários. Aqui mesmo já conseguimos ver a diferença da economia de energia x performance entre o 5S e o 5S Plus.

Quanto maior o score, melhor a performance

Em seguida, o GeekBench em ambos os modos (single e multi core). A performance de um único núcleo em relação aos competidores é relativamente equilibrada, com exceção do iPhone 7 e seu chip A10. O mesmo ocorre no teste multicore, onde a perda de posição é mais acentuada tendo competidores como o Honor 8 (8 núcleos, sendo 4 A53 e 4 A72) ou até mesmo o A10 Fusion dual-core, da Apple.

Quanto maior o score, melhor a performance


Quanto maior o score, melhor a performance

Em futuros reviews adicionaremos mais benchmarks, como o GFXBench. Para isso, primeiro precisamos criar uma base de devices para que os testes sejam totalmente fiéis ao que nós testamos diretamente no fansite 🙂

Software

Telefones Xiaomi significam uma coisa: MIUI. No Mi 5S, o dispositivo já vem de fábrica com o MIUI 8 baseado no Android 6. Ainda não há informações sobre futuras atualizações do sistema, mas é certo dizer que os novos lançamentos receberão upgrades em sua base em um futuro próximo.

Ainda mais rápido e amigável que seu antecessor, o MIUI 8 trouxe várias novidades para os usuários, como a aba de notificações redesenhada, cores vivas e sempre em movimento, permitindo uma experiência única ao usuário. Combinada com seus recursos integrados criados de forma inteligente em parceria com os Mi Fãs ao redor do mundo, encontrar uma ROM que permita tanta personalização e recursos out of the box como o OS da Xiaomi não é fácil. Você pode conhecer os principais recursos do MIUI 8 clicando aqui, ou acessando a página sobre o sistema aqui (link em inglês).

Afinal, vale a pena comprar o Mi 5S?

Não há dúvidas de que o Mi 5S encontrará um público exigente após o lançamento do Mi 5 (e após tantos lançamentos neste ano). Comparando-o ao Mi 5, o upgrade pode parecer mínimo, mas as alterações que o novo flagship trazem valem o investimento para usuários mais hardcore, principalmente para os que temiam pela fragilidade do Mi 5. Mesmo com a ausência do OIS na câmera ou da porta de infravermelho, ou até mesmo a falta de informações sobre a proteção encontrada na tela do telefone, o 5S ainda é um concorrente de peso e faz bonito contra muitos telefones com hardware semelhante ou até mesmo superior. O design renovado e o corpo de metal unibody só adiciona pontos na build final do dispositivo.

A Xiaomi ainda segue a filosofia de componentes premium em um preço agressivo na sua linha principal de smartphones, e mesmo não sendo comercializado no Brasil (sendo encontrado facilmente em sites de importação que possuem ótimas promoções), ainda é um excelente investimento.

Ficou interessado no Mi 5S? Quer colocar suas mãos logo nessa belezinha e aproveitar ao máximo o que um hardware Xiaomi + o MIUI podem oferecer? Você pode encontrar o Mi 5S na Banggood clicando aqui. E aproveite: há uma promoção de natal em andamento onde você pode comprar o Mi 5S (gold) de 3GB/64GB por R$981,99! Mas ATENÇÃO: Lembre-se de usar o cupom 5SXMAS em seu carrinho de compras para receber o desconto!

Fonte: GSMArena.com / Qualcomm / Xiaomi
Partes do review foram adaptadas ou baseadas em materiais publicados nas fontes listadas.