Introdução

O Xiaomi Redmi Note 4 é considerado como o sucessor do Redmi Note 3, smartphone que foi um sucesso absoluto de vendas na Índia e é extremamente popular no Brasil graças a canais de importação como o Gearbest. Com os lançamentos da Xiaomi ocorrendo em maior quantidade e em um menor espaço de tempo, será que os upgrades valem a pena entre uma geração e outra? Vamos descobrir em nosso review do Redmi Note 4 o que ele traz de novo para possíveis compradores.

Adotando um design unibody em liga de alumínio, assim como visto em seus lançamentos recentes (Redmi Pro, Redmi 4 e o Mi 5S), o dispositivo ganha uma aparência ainda mais sólida enquanto mantém as linhas industriais do design da Xiaomi para a linha de intermediários. O chipset do sistema é o MediaTek Helio X20. Contrário ao Redmi Note 3, até o momento não houve o lançamento de uma versão “Pro” utilizando um chipset Snapdragon, possivelmente pela performance acima da média presente no X20.

O preço do dispositivo permanece na média dos Redmi Note, trazendo hardware de qualidade em um preço baixo em relação aos seus competidores diretos.

Principais destaques:

  • Design unibody em liga de alumínio;
  • Bateria de 4100mAh;
  • Sensor de impressões digitais;
  • Processador MediaTek Helio X20
    (2x Cortex A72 2.11GHz, 4x Cortex A53 1.85GHz + 4x Cortex A53 1.85GHz);
  • Versão avançada com 3GB de RAM e 64GB de armazenamento interno.

Desvantagens:

  • Sem suporte a carregamento rápido;
  • Upgrade no armazenamento ao custo de um slot do cartão SIM;
  • Câmera ligeiramente inferior em relação à presente no Redmi Note 3.

Especificações

Redes

Tecnologia
GSM/CDMA/HSPA/EvDO/LTE

Bandas
2G: GSM 900/1800/1900 & CDMA 800/1900
3G: HSDPA 850/900/1900/1200, CDMA2000, 1xEvDO & TD-SCDMA
4G: Bandas 1/3/5/7/8/38/39/40/41

Cartão SIM
Tipo: Dual SIM ou Single SIM + Cartão SD
Formato: 1x micro SIM & 1x nano SIM/Cartão SD

Dimensões

Altura: 151mm
Largura: 76mm
Espessura: 8.4mm
Peso: 175g

Tela

Tipo
Tela IPS LCD com touchscreen capacitivo e 16 milhões de cores

Tamanho
5.5″ (72.7% de screen-to-body ratio)

Resolução
1080×1920 pixels, 401ppi

Touchscreen
Painel multitouch 8+ toques

Plataforma

Sistema Operacional
MIUI 8 baseada no Android 6.0 (Marshmallow)

SoC / Chipset
MediaTek MT6797 Helio X20

CPU
Deca-core (2×2.11GHz & 4×1.85GHz + 4×1.85GHz)

GPU
Mali T880 MP4

Memória

Expansão de armazenamento
Cartão SD de até 256GB instalável no slot do Cartão SIM #2

Tipo de armazenamento interno
eMMC

Tamanho do armazenamento interno e memória RAM
Versão básica: 2GB/16GB
Versão enhanced: 3GB/64GB

Câmeras

Câmera primária
13MP, f/2.0
PDAF, flash dual-led
Geo-tags, foco por toque, detecção de rosto/sorriso, panorama, HDR automático
Gravação de vídeos Full [email protected] e [email protected]

Câmera secundária
5MP, f/2.0
Gravação de vídeos HD

Hardware e Sensores

Som/Multimídia
Saída de fone de ouvido 3.5mm
Alto-falantes
Reprodução de áudio MP3/eAAC+/WAV/FLAC
Reprodução de vídeo MP4/DivX/XviD/WMV/H.265

Conectividade
Wi-Fi 801.22 a/b/g/n/ac dual band
Wi-Fi Direct
Bluetooth 4.2 A2DP LE
GPS, A-GPS, Glonass, BeiDou
Infravermelho
Rádio FM
Miro USB 2.0 OTG

Sensores
Impressão digital, acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola eletrônica

Bateria
4100mAh (4000 typ.), não removível

O que há na caixa?

Como em qualquer outro Xiaomi, o conteúdo da caixa é reduzido ao mínimo possível para reduzir os custos de produção: não há fones de ouvido ou excesso de papéis informativos.

Conteúdo da caixa:

  • Telefone Xiaomi Redmi Note 4;
  • Cabo micro USB;
  • Carregador de parede (padrão americano);
  • Guia rápido e Certificado de garantia;
  • Pino ejetor para a bandeja do cartão SIM;

Design

O Redmi Note 4 possui 151mm de altura, 76mm de largura e 8.4mm de espessura. Comparado ao Redmi Note 3, é um aumento de 1mm na altura e a redução de 0.3mm de espessura graças ao novo método de fabricação da corpo em metal do Note 4. No Redmi Note 3 por exemplo, o processo de fabricação consistia em 20 etapas na linha de produção apenas para a carcaça traseira. No Redmi Note 4 este número aumenta para 30 etapas, já que a Xiaomi fabrica as carcaças diretamente de lingotes de metal ao invés de chapas planas. Isto permite que o processo de fabricação seja muito mais controlado e refinado, resultando em um acabamento mais premium. Mas como nem tudo são flores, este novo processo faz com que o telefone também fique mais pesado devido à qualidade do material empregado.

O acabamento da traseira é levemente fosco, fazendo com que o Note 4 seja menos propenso a marcas de impressões digitais ou sujeira. O acabamento das laterais feito em processo CNC e cortes diamantados dá um ar ainda mais premium ao telefone, com linhas brilhantes ao redor da tela e nos anéis da câmera e do sensor de digitais.

Na parte inferior do dispositivo encontra-se a porta micro USB para carregamento e OTG, além do microfone principal e alto-falantes. O acesso aos componentes internos do Redmi Note 4 dá-se através dos dois parafusos torx localizados las laterais do conector USB.

Na parte superior, encontram-se o conector de 3.4mm para fones de ouvido, o microfone secundário para gravação de vídeos e redução de ruídos em chamadas, além da porta de infravermelho.

Seguindo o mesmo padrão de seus lançamentos mais recentes, como o Mi 5S, Redmi 4 e Redmi Pro, as antenas do telefone são injetadas na carcaça, melhorando assim sua performance geral.

Tela

A tela do Redmi Note 4 possui 5.5″, resolução Full HD (1920×1080 pixels) e densidade de 401 ppi.

O ângulo de visão da tela é razoavelmente bom para um telefone da linha Redmi, e a fidelidade de cores está de acordo com o esperado de um telefone que navega entre o básico e o premium, com 72% do espectro de gama NTSC. O painel LCD promete ainda brilho máximo de 450nits. A legibilidade na luz solar é razoável, perdendo alguns pontos por ser altamente reflexiva, mas não o suficiente para ser um problema no uso diário. O contraste da tela possui razão de 1100:1 fazendo com que cores escuras na tela sejam exibidas com mais fidelidade que em seu antecessor.

O painel frontal é montado em cima de um vidro 2.5D, o que pode dificultar a busca por uma película de proteção que a cubra completamente. E a proteção faz-se necessária aqui: não há informações no site da Xiaomi ou nas especificações oficiais sobre qualquer tipo de proteção no vidro do telefone.

Por último, as bordas da tela podem te enganar: embora pareçam grandes, ainda estão bem abaixo do encontrado inclusive em muitos smartphones high-end de outros fabricantes.

Conectividade

O Redmi Note 4 possui suporte a 2 cartões SIM, e atua de forma híbrida: ou você utiliza o dispositivo com 2 cartões SIM (sendo 1 micro e 1 nano SIM), ou utiliza apenas um cartão e no segundo slot utiliza um cartão micro SD para expandir o armazenamento do dispositivo. Embora já existam opções no mercado que ofereçam suporte à utilização simultânea de 2 cartões SIM e o cartão micro SD, a Xiaomi aparentemente não pensa em trazer este formato aos seus telefones tão cedo.

Possuindo suporte a 9 bandas LTE, além de suporte GSM tri-band e 3G quadriband, o Redmi Note 4 oferece suporte à grande maioria de operadoras presentes no Brasil. Utilizando o modo dual SIM ainda é possível alternar entre os cartões SIM para conexão com a internet em 4G/LTE ou 3G sem a necessidade de se trocar o cartão SIM de slot, bastando alterar sua prioridade dentro do próprio sistema. O Wi-Fi funciona nos padrões 802.11 a/b/g/n/ac e possui suporte à tecnologia Wi-Fi Direct e Wireless Display para espelhamento de tela em dispositivos compatíveis.

Adicionalmente, o telefone conta com Bluetooth 4.2 Low Energy e suporte a A2DP, GPS com suporte a A-GPS, GLONASS e BeiDou, além de uma porta de infravermelho.

Câmera

O Redmi Note 4 conta com um sensor de 13MP, menor do que o encontrado no Redmi Note 3, com 16MP. O sensor traz ainda o suporte a PDAF (Phase Detection Auto Focus), além do conhecido flash LED de duas tonalidades e gravação de vídeos em Full HD.

A câmera frontal conta com um sensor de 5MP e suporte a gravação de vídeos em HD, levemente menor que no Redmi Note 3, que suporta gravação em Full HD utilizando um sensor semelhante.

Abaixo você confere algumas fotos tiradas com o Redmi Note 4 (apenas câmera traseira):

Este slideshow necessita de JavaScript.

Performance

Utilizando o chipset MediaTek Helio X20, a Xiaomi coloca o Redmi Note 4 em um patamar equiparável a alguns modelos high-end do mercado.
O modelo anterior, Redmi Note 3, possuía duas variantes: uma com o Snapdragon 650 e uma com o MediaTek Helio X10. Comparado ao Snapdragon, o Redmi Note 4 mantém dois núcleos A-72 com um clock relativamente maior, 4 núcleos A-53 e adiciona mais 4 núcleos A-53 para execução de tarefas de baixa prioridade, economizando assim um tempo extra no uso de sua bateria. Comparado ao Helio X10, os núcleos A-72 trazem um aumento de performance significativo em performance single-core.

Abaixo, conferimos como o Redmi Note 4 se sai nos aplicativos de benchmark mais populares atualmente:

AnTuTu 6

(quanto maior o score, melhor a performance)

Huawei P9 Plus: 97392
Xiaomi Redmi Note 4: 85162
Xiaomi Redmi Pro: 77442
Xiaomi Redmi Note 3 Pro: 76186
Xiaomi Redmi Note 3: 45474
Meizu M3 Note: 44898

GeekBench 3 (single-core)

(quanto maior o score, melhor a performance)

Huawei P9 Plus: 1892
Xiaomi Redmi Note 4: 1596
Xiaomi Redmi Note 3 Pro: 1543
Meizu M3 Note: 807

GeekBench 3 (multi-core)

(quanto maior o score, melhor a performance)

Huawei P9 Plus: 6660
Xiaomi Redmi Note 4: 5166
Xiaomi Redmi Note 3 Pro: 3695
Meizu M3 Note: 3028

A performance entregue pelo Helio X20 presente no Note 4 é um bom indicativo de um upgrade bem pensado. Para um telefone intermediário, ele permanece no topo contra seus principais concorrentes e até mesmo em modelos considerados superiores. A performance em jogos também deve ser levada em conta e, mesmo sem os benchmarks de GPU em nosso review, é possível afirmar que através do uso diário e testes de performance em diversos jogos que sua performance é equiparável ao Snapdragon 650 presente no Redmi Note 3.

Software

Telefones Xiaomi significam uma coisa: MIUI. O Redmi Note 4 á vem de fábrica com o MIUI 8 baseado no Android 6. Ainda não há informações sobre futuras atualizações do sistema, mas é certo dizer que os novos lançamentos receberão upgrades em sua base em um futuro próximo.

Ainda mais rápido e amigável que seu antecessor, o MIUI 8 trouxe várias novidades para os usuários, como a aba de notificações redesenhada, cores vivas e sempre em movimento, permitindo uma experiência única ao usuário. Combinada com seus recursos integrados criados de forma inteligente em parceria com os Mi Fãs ao redor do mundo, encontrar uma ROM que permita tanta personalização e recursos out of the box como o OS da Xiaomi não é fácil. Você pode conhecer os principais recursos do MIUI 8 clicando aqui, ou acessando a página sobre o sistema aqui (link em inglês).

Afinal, vale a pena comprar o Redmi Note 4?

O Redmi Note 4 entra em um mercado já abarrotado de lançamentos, mas ainda assim não perde seu brilho. Comparando-o ao seu antecessor, as melhorias em seu design e até mesmo no upgrade do processador o fazem ser muito bem considerado. Embora a câmera não tenha recebido tanta atenção quanto o design ou processamento novos, nas condições ideais ela ainda consegue capturar imagens decentes. A falta de informações sobre o tipo de proteção do vidro do dispositivo também é motivo para preocupação, mas nada que uma película protetora não resolva. O design renovado e o corpo unibody de alumínio além dos detalhes em sua carcaça contam como pontos positivos aqui.

A Xiaomi ainda segue a filosofia de componentes de qualidade e um preço agressivo na sua linha de intermediários, e isso ainda se aplica ao Redmi Note 4. Mesmo não sendo comercializado no Brasil, ainda é um excelente investimento.

Você pode encontrar o Redmi Note 4 na Gearbest, nas seguintes versões:

Fonte: GSMArena e Xiaomi